Jovem evangélico paga faculdade de direito com trabalho de engraxate e agora estuda para se tornar promotor de Justiça

GOSPEL MAIS

     O jovem evangélico Joaquim Pereira, de 24 anos, demonstrou ser um exemplo de determinação e esforço ao pagar sua faculdade de direito com o que ganha trabalhando como engraxate em Goiânia.

     O jovem deixou a cidade de Monte de Alegre de Goiás, na região nordeste do estado, em 2006, e desde então tem trabalhado em busca de um futuro melhor. Ele conta que começou a trabalhar em uma fábrica de enxovais, mas percebeu que precisava buscar algo mais para melhorar de vida.

     – Vim pra trabalhar. Depois, vi que precisava estudar para crescer, para ter um emprego melhor – conta o jovem.

     Insatisfeito com o emprego, ele decidiu, em um sábado, ir para as ruas de Goiânia e ver como se sairia de engraxate, profissão que havia aprendido aos 11 anos em Monte Alegre. As pessoas para quem engraxou sem cobrar nada nas primeiras vezes se tornaram seus clientes, e a simpatia e a abordagem especial atraíram muitos outros e fez com que ele ficasse conhecido nos locais onde trabalha como na Praça Cívica, onde está o Centro Administrativo do Governo de Goiás.

     Depois de um ano limpando sapatos, com o convívio de seus clientes, Joaquim decidiu que entraria para uma faculdade de direito.

     – Vendo o dia a dia dos advogados e conversando com eles, concluí que queria ser um deles. Falavam que eu não daria conta de terminar, que era muito difícil e caro – afirma sobre sua decisão o jovem, que persistiu com o sonho de se formar, passou no vestibular e começou, em 2008, o curso de direito em uma instituição de ensino particular.

     Apesar das dificuldades, como ter tirado zero na primeira prova que fez na faculdade, ele conta que estudava de manhã, e à tarde ia trabalhar como engraxate até às 19h, pois precisava ganhar dinheiro para pagar o curso. O bacharel em direito afirma ainda que separava um tempo para tocar violão e estudar música para cantar na igreja.

     – Tem que ter disciplina para ter tempo de fazer tudo – ensina.

     Já formado, Joaquim continua com seu trabalho de engraxar sapatos nas ruas de Goiânia, e conquistou a admiração de seus clientes.

     – Ele é um exemplo de que nada é impossível. Poucas pessoas têm a capacidade e o esforço de concluir um curso superior engraxando sapato – ressalta o advogado Aldemir Leão da Silva.

     De acordo com o G1, o objetivo de Joaquim agora é passar no exame da OAB para ter seu registro de advogado e poder exercer a profissão que escolheu e, depois de fazer a prova, começar uma pós-graduação. Joaquim ganhou bolsa integral da especialização, que, se ele fosse pagar, custaria cerca de R$ 9 mil. O objetivo do jovem evangélico é se tornar um promotor de Justiça.

     – Vou continuar estudando cada vez mais para passar em um concurso e ser promotor – afirma.

Por Dan Martins, para o Gospel+

Matéria disponível em Gospel Mais

Estudante inglês testa mão biônica programada por celular

MSN

     Um estudante inglês de 16 anos está testando uma prótese eletrônica na mão esquerda que pode ser programada por um aplicativo de iPhone. O programa tem ícones para combinar os dedos de 24 maneiras diferentes, imitando gestos simples, como manter apenas o indicador levantado ou deixar a mão em um modo mais adequado para digitar teclas de computador. Ao clicar nesses ícones, a mão se movimenta sozinha.

     Desde fevereiro de 2012, Patrick Kane, o garoto da mão biônica, já usava um modelo avançado de prótese, chamado i-Lamb Ultra – eletrodos da prótese detectavam a eletricidade dos músculos do rapaz quando ele pensava em fechar a mão, por exemplo, e as funções que agora estão no aplicativo também podiam ser programadas, mas usando um computador. Ele chegou a carregar a tocha olímpica da Olimpíada de Londres, em julho, com a mão.

     Segundo informações do fabricante da prótese, o rapaz trocou de equipamento neste mês e está testando a mão programada pelo telefone, chamada i-Limb Ultra Revolution, que, além da programação pelo smartphone, também tem o polegar mais flexível. Os movimentos facilitam gestos como segurar um lápis, um mouse de computador e amarrar cadarços do tênis.

    O garoto perdeu a perna direita, abaixo do joelho, as pontas de todos os dedos da mão direita e a mão esquerda ainda com nove meses de idade – após ficar três meses internado na UTI – por causa de uma versão virulenta de meningite. Ele passou a usar próteses eletrônicas aos 13 anos, em 2010.

    Como qualquer prótese, os equipamentos são fabricados sob medida para cada paciente. Na Inglaterra, um outro homem que não tem as duas mãos também está testando as próteses programadas pelo iPhone. Uma é ajustada para segurar melhor o telefone, fechando mais o dedo mínimo e flexionando o indicador.

Matéria disponível em MSN ESTADÃO

Doenças do trabalho matam mais de 2 milhões por ano

UOL

     Um estudo divulgado pela Organização Internacional do Trabalho concluiu que 2,3 milhões de pessoas no mundo morrem de doenças e acidentes relacionados ao trabalho, todos os anos. A cada 15 segundos é registrado um óbito, no mesmo período de tempo 115 trabalhadores se acidentam. Na análise, divulgada esta terça-feira, a OIT revela que existem 321 mil mortes anuais por acidente.

Atividades Perigosas

     O caso é mais grave nos países em desenvolvimento, onde uma grande parte da população participa de atividades perigosas na agricultura, na construção, na pesca e na mineração.

     O número de doenças adquiridas no trabalho e que não chegam a matar é de 160 milhões. Quase o dobro desta cifra é registrado como acidentes não-fatais que ocorrem durante o serviço.

     O relatório da OIT informa que entre as doenças pulmonares mais comuns estão a inalação de partículas de silício, carbono e amianto, geralmente usados no setor da construção e cerâmica.

Brasil, China e Índia

     No Brasil, o estudo mostrou que 6,6 milhões de trabalhadores estão expostos ao pó de silício. Já na China, os problemas pulmonares representam 80% dos casos. O mesmo pó de silício contamina 10 milhões de operários na Índia.

     Nos países em desenvolvimento, metade dos trabalhadores da indústria primária sofre de doenças nos pulmões. O estudo da OIT mostra também o surgimento do que chama de “novas doenças, que são os transtornos musculoesqueléticos e mentais.” Eles atingem, em maior parte, os europeus.

     Outro ponto abordado pelo relatório é que as companhias, atualmente, têm de lidar com vários tipos de assédio, seja ele sexual, moral ou psicológico, além de outras formas de violência.

     Muitas vezes, os trabalhadores acabam fazendo uso de bebidas alcoólicas e drogas para combater o estresse e acabam caindo em depressão.

Prevenção

     A OIT diz que a ausência de um sistema de prevenção adequado tem efeitos negativos profundos nos trabalhadores, nas famílias e na sociedade, de uma forma geral.

     Tudo isso, segundo a agência da ONU, tem um custo muito grande em relação à perda de produtividade e a sobrecarga dos serviços de assistência social.

     Para a OIT, a prevenção é mais eficaz e tem um custo muito mais barato. A organização afirmou que todos os países podem agir nesse sentido. Eles podem desenvolver e implementar políticas e estratégias para prevenir as doenças profissionais.

Matéria disponível em O Documento

Rachel Sheherazade desafia ativistas contra Marco Feliciano a imitarem evangélicos e protestarem contra mensaleiros

GOSPEL MAIS

      A jornalista Rachel Sheherazade, âncora do telejornal SBT Brasil, voltou a criticar a corrupção e os ativistas sociais que protestaram contra o pastor Marco Feliciano (PSC-SP).

     Em seu comentário do último dia 17 de abril, Rachel desafiou os “ativistas anti-Feliciano” a protestarem contra a “bancada mensaleira”, formada pelos deputados João Paulo Cunha e José Genoíno, ambos do PT de São Paulo e condenados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no processo conhecido como mensalão.

     A fala da jornalista se deu ao comentar os protestos feitos por evangélicos durante uma sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), da qual os dois deputados condenados fazem parte.

     O protesto, realizado pacificamente, foi usado pelo pastor Silas Malafaia como motivo de crítica aos ativistas gays, que ironizou os manifestantes contra o pastor Feliciano ao dizer que a manifestação evangélica havia sido “civilizada”.

     Rachel Sheherazade ressaltou que nenhum movimento social, até aquela data, havia protestado contra os parlamentares condenados num dos maiores casos de corrupção recente.

     “Enquanto os holofotes miram Feliciano, os mensaleiros José Genoíno e João Paulo Cunha continuam em cena, atuando tranquilamente na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. Tomaram posse faz tempo. Mas até ontem, nenhum protesto, nenhum bate boca, nenhuma passeata, nenhum beijaço de artistas. E finalmente, alguma objeção, hoje: a dos evangélicos. E onde estavam os ativistas dos direitos humanos? Deveriam ter engrossado o coro dos descontentes contra a ‘bancada mensaleira’. Eu conclamo agora, os apaixonados ativistas anti-Feliciano a promover também um beijaço, a fazer também um barraco, a pintar a cara e gritar bem alto: fora mensaleiros, vocês não representam o Brasil”, disse a jornalista.

Confira a matéria e o vídeo em Gospel Mais

Idosa paga meio milhão de reais a supostos pastores para “expulsar demônio” de sua vida

GOSPEL MAIS

     Induzida por promessas de exorcismo, a aposentada Orlanda de Oliveira Rosa, 82 anos, entregou diversos bens, incluindo uma casa no valor de R$ 500 mil a um casal de supostos pastores. De acordo com o G1, Julieta de Souza e Nelson Martins Jimenez, que se identificaram como pastores e teriam prometido livrar a vítima do demônio.

     De acordo com a idosa, a estória era usada pelo casal para ter acesso aos bens e até mesmo a dinheiro.

     – Ela (a pastora) falou que tinha um demônio no carro e que eu não podia pegar, porque eu ia até morrer. Disse que ia levar para um irmão orar – relatou a idosa sobre o golpe.

     Afrânio Alves Corrêa, advogado da idosa, conta que a suposta pastora chegou a pedir para que dona Orlanda comprasse uma casa em seu nome.

     – Eles manipulavam o sentimento religioso dela, dizendo que tinham acesso a outros parentes já falecidos, e essas pessoas estariam fazendo reivindicações. E por serem caras a ela, essas pessoas, a idosa atendia às reivindicações – afirmou o advogado.

      A Polícia Civil começou a investigar o caso em junho de 2011, quando provas apontaram que o crime foi praticado desde 2010 e durou aproximadamente um ano. Pertences e o carro da vítima chegaram a ser encontrados com o casal, tendo sido recolhidos e devolvidos à idosa, que agora está prestes a recuperar a casa que comprou para os supostos pastores. O Ministério Público Estadual (MPE) ofereceu denúncia em dezembro de 2012 e, no mesmo mês, foi concedida liminar para que o imóvel também fosse devolvido para a idosa, decisão mantida no julgamento do mérito, em fevereiro de 2013.

      O casal recorreu da decisão judicial, mas perdeu em segunda instância em julgamento na 5ª Câmara Cível na quinta-feira (18). O advogado Fábio Bazílio da Rosa, que representa os acusados, nega que eles tenham praticado o crime.

     O crime chama a atenção por ter usado a religião como plano de fundo, e preocupa líderes evangélicos.

     – Esse religioso faz parte de um conselho de pastores? Presta contas a alguém? São perguntas importantes para se verificar se um líder está realmente com o propósito de pregar a palavra de Deus e ajudar as pessoas ou está usando da boa fé das pessoas para extrair coisas ao seu benefício próprio – comentou o pastor Ronaldo Leite Batista.

     Por Dan Martins, para o Gospel+

Matéria disponível em Gospel Mais

Dr. Rey se filia ao PSC e diz “nós não temos vergonha da Palavra de Deus”

Gospel Prime

     Roberto Miguel Rey  nasceu no Brasil, mas foi adotado por norte-americanos. Estudou em uma das melhores universidades do mundo e ficou  conhecido como “Dr. Hollywood” por causa de um programa de TV onde mostra como é a vida de um cirurgião plástico. Famoso e milionário, ele agora se lança na política.

     Como escreveu  em sua página no Instagram, “chegou a hora de criar um Brasil melhor”.  Para isso, filiou-se ao PSC, partido do Pastor Marco Feliciano, deputado federal e presidente da Comissão de Direitos Humanos. “Procurei esse partido porque, aqui, nós não temos vergonha da palavra de Deus. Entendo que o mundo está entrando no caos porque as pessoas não querem mais ouvir a palavra de Deus”, justificou Dr. Rey.

     A cerimônia que marcou a filiação do médico foi na última sexta, em um coquetel com o vice-presidente da legenda, Everaldo Pereira, além do presidente do PSC paulista, Gilberto Nascimento, na Assembleia Legislativa de São Paulo.

     Em fevereiro, Rey declarou em entrevista à Veja São Paulo, que foi sondado por diversos partidos. Por já ser milionário, ele afirma que não precisa de dinheiro e, se eleito, devolverá seu salário. A legenda está confiante.  “Os amigos querem que ele seja candidato a deputado federal. Se essa vontade se confirmar, ele receberá todo apoio do partido”, afirmou o presidente do partido.

     Entre suas propostas, o médico acredita que o salário mínimo deveria ser aumentado para R$ 3 mil, e que as rodovias e o sistema de saúde do país precisam melhorar. Além disso, gostaria de pintar as casas brasileiras, para deixá-las “menos cinzas e mais vivas”. Questionado sobre a dificuldade de viabilizar suas propostas, respondeu: “Bonitão, minha vida é assim. Era da classe D, filho de faxineira e me formei em Harvard. Hoje faturo US$ 100 milhões com meus produtos. Eu faço o impossível”.

     “Minha mãe era faxineira e vi a desigualdade contra as mulheres. Passei muito tempo nas filas do Posto de Saúde quando criança. Chegou a hora de criar um Brasil melhor! Aqui na Assembleia Legislativa entrando no PSC: Partido Socialista (sic) Cristão! Helping Brazil with healthcare policy! (ajudar o Brasil com políticas de saúde)”, escreveu ele no Instagram, mostrando não estar acostumado com o nome do partido, que é Social e não Socialista.

     O vice-presidente da sigla discursou durante a cerimonia sobre o crescimento da legenda após a repercussão do deputado Feliciano. Aproveitou para reafirmar que o partido deve lançar candidatura própria à Presidência da República no ano que vem. Com informações Terra.

Matéria disponível em Gospel Prime

Morre Dirce Camargo, a mulher mais rica do Brasil

EXAME.COM

     São Paulo – Faleceu na tarde deste sábado, 20, Dirce Camargo, viúva do fundador do grupo Camargo Corrêa, Sebastião Camargo, aos 100 anos. Com uma fortuna estimada em US$ 11,5 bilhões, segundo a edição deste ano do ranking de bilionários da Forbes, ela era considerada a mulher mais rica do Brasil. Na lista global, ela ocupa a 87ª posição, conforme a publicação americana.

   Dirce deixa três filhas do casal: Regina, Renata e Rosana. Ela ainda era a controladora do conglomerado Camargo Corrêa, comandado pelos genros Luiz Nascimento e Carlos Pires os negócios da holding, com a ajuda de uma equipe de executivos profissionais. O terceiro genro, Fernando Arruda Botelho, morreu num acidente de avião no ano passado.

   A Camargo Corrêa é uma holding familiar de capital fechado e tem mais de 73 anos de atuação. O grupo opera nas áreas de construção, infraestrutura, indústria e também na gestão de algumas marcas no Brasil e no exterior, como Alpargatas, fabricante da marca Havaianas, da qual tem o controle da companhia com 44,12% de participação.

   Além disso, a Camargo Corrêa detém 25,7% do controle da CPFL Energia e 17% da CCR. Com atuação em 20 estados brasileiros, o grupo Camargo Corrêa opera em 17 países e emprega 58,4 mil pessoas.

     A informação foi confirmada oficialmente pela assessoria de imprensa do grupo Camargo Corrêa.

Matéria disponível em Exame.com 

 

PEC em tramitação na Câmara dá mais poder político para as igrejas

Folha Gospel

     As igrejas estão perto de se juntar a um seleto grupo de instituições com o poder de acionar o Supremo Tribunal Federal (STF) com ações diretas de inconstitucionalidade (Adin).

A Adin é o instrumento judicial usado para contestar leis que possam estar em desacordo com as constituições estaduais ou federal. Hoje, têm a prerrogativa de ajuizar esse tipo de ação o presidente da República, governadores, as mesas do Senado, da Câmara, das Assembleias Legislativas, o procurador-geral da República, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), partidos políticos, confederações sindicais e entidades de classe com atuação nacional.

A ampliação do direito das igrejas de entrar com Adins está prevista em proposta de emenda à Constituição (PEC) aprovada no fim de março pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados e que aguarda agora a criação, pela Mesa Diretora, de comissão específica para análise do texto, conforme prevê o Regimento Interno da Casa. O autor da PEC, deputado João Campos (PSDB-GO), evangélico, informou ontem que vai pedir na semana que vem ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), a instalação da comissão.

A principal preocupação das igrejas diz respeito a ações judiciais que possam prejudicar a realização de cultos, por exemplo. Temos alguns direitos fundamentais previstos na Constituição, como a liberdade de consciência e crença. É ainda assegurada na Carta a proteção aos locais de culto e suas liturgias, argumenta o deputado, que frequenta a Assembleia de Deus. João Campos nega ter existido episódio específico que o tenha incentivado a apresentar a PEC.

Se já estivesse em vigor, a Conferência Nacional do Bispos do Brasil (CNBB), por exemplo, poderia ter contestado a constitucionalidade de pesquisas com células-tronco embrionárias, liberadas pela Lei de Biosseguranca. A saída da CNBB foi entregar documentos em que sustentou seu posicionamento diante das pesquisas ao então procurador-geral da República Cláudio Fonteles, que é católico, para contestar a lei.

Igual à CUT 
Ao menos teoricamente, qualquer ação de interesse das igrejas poderia passar pelas mãos do chefe do Ministério Público Federal (MPF). João Campos, no entanto, diz que, ao entrar com a PEC, requer os mesmos direitos dados à Central Única dos Trabalhadores (CUT), por exemplo, que, por ter alcance nacional, pode entrar com Adin no STF em processos envolvendo a categoria.

Entre as entidades religiosas de alcance nacional que terão a possibilidade de entrar com Adins caso a PEC seja aprovada, estão a CNBB, a Convenção Nacional das Assembleias de Deus e a Convenção Batista Brasileira.

João Campos acredita que a PEC será aprovada pelo Congresso Nacional sem dificuldades. A bancada dos evangélicos na Câmara é formada por 73 parlamentares. No entanto, o texto é apoiado por número bem maior de congressistas, já que para apresentar a PEC, foram necessárias pelo menos 171 assinaturas.

     Fonte: Associação do Ministério Público de Minas Gerais

Matéria disponível em Folha Gospel

Grupo de evangélicos vai à reunião da CCJ da Câmara pedir a saída de José Genoíno e João Paulo Cunha

Agência Brasil

     Brasília – Um grupo de evangélicos favoráveis à permanência do deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP) na presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara (CDHM) fez, na manhã de hoje (17), um protesto pedindo a saída dos deputados petistas José Genoíno (SP) e João Paulo Cunha (SP) da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Ambos foram condenados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

     O protesto foi pacífico e feito sem criar tumulto, no início da reunião da CCJ. Mas, como a quantidade de pessoas no plenário da comissão era muito grande e a conversa atrapalhava o andamento dos trabalhos, o presidente da CCJ, Décio Lima (PT-SC), pediu aos que não fossem funcionários da Câmara ou credenciados da imprensa saíssem do plenário para dar prosseguimento à reunião.

    Desde o início da reunião, os evangélicos exibiam cartazes com o pedido de  “Fora Genoino” e “Sim à Família”. Eles também protestaram contra o Projeto de Lei 122, que criminaliza a homofobia, em tramitação no Senado.

     De acordo com um dos organizadores do evento, que se identificou apenas como pastor Edmar, cerca de 70 evangélicos de vários estados do país participaram do ato. A manifestação, acrescentou, é uma resposta às críticas contra Feliciano. “Viemos protestar contra a permanência do Genoíno na Comissão de Constituição e Justiça, enquanto eles estão protestando contra o pastor Marco Feliciano [na CDHM], que é um deputado ficha limpa. Somos a favor do deputado Marco Feliciano”, disse o pastor à Agência Brasil.

     Na semana passada, a saída de Genoíno e João Paulo Cunha da CCJ foi cogitada ironicamente por Marco Feliciano aos líderes da Câmara como condição para que ele deixasse a presidência da CDHM. A proposta foi rechaçada pelo líder do PT, José Guimarães (CE).

     Feliciano tem sido alvo de protestos desde a indicação de seu nome para presidir a Comissão de Direitos Humanos. Grupos que defendem os direitos homossexuais e a causa negra acusam o deputado de homofobia e racismo por declarações publicadas nas redes sociais.

Matéria disponível em Agência Brasil

Frear o crescimento evangélico é o principal desafio do papa, diz cardeal

Gospel Prime

     O bispo emérito de Washington DC (Estados Unidos), Theodore McCarrick, acredita que a vinda do papa Francisco ao Brasil no mês de julho poderá servir para frear o crescimento das igrejas evangélicas no país. A afirmação foi feita durante o Diálogo Interamericano de Washigton que aconteceu depois de um mês da escolha do novo líder da Igreja Católica.

     A escolha de Francisco para liderar a igreja pode ter relações com a diminuição do número de católicos na América Latina, um fato diretamente ligado ao crescimento das igrejas protestantes, principalmente as neopentecostais. “Quando o papa visitar o Brasil fará com que os cidadãos vejam a importância da Igreja Católica e ali fará com entusiasmo, dirigindo diretamente às pessoas, fazendo com que vejam que existe uma grande diferença entre essa confissão e a evangélica”, disse o bispo americano que esteve no conclave que elegeu o argentino Jorge Mario Bergoglio como o novo papa, mas não pode votar por já ter 83 anos.

     O Brasil será o primeiro país da América Latina a ser visitado por Francisco que virá participar da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) que deve reunir milhões de pessoas no Rio de Janeiro.

     O papa também deve passar pela a Argentina e pelo Chile ainda no mês de setembro, o que reforça a ideia de que seu papel será o de tentar frear o crescimento dos evangélicos na região que somada ao Caribe chega a ter 107 milhões de protestantes. Com informações EL País.

Matéria disponível em Gospel Prime

Cristão morre após ter tratamento médico negado

Folha Gospel

     Belay Gebrezgi Tekabo faleceu no Campo Militar Ala, na Eritreia. Ele foi preso e levado ao campo de treinamento em abril do ano passado. Seus crimes foram orar e ler a Bíblia.

Tekabo foi condenado e sofreu graves punições, no campo militar, unicamente por conta de suas atividades religiosas. Aos trinta anos, ele foi diagnosticado com leucemia – seis meses antes de sua morte – mas funcionários da prisão afirmaram que o cristão só poderia receber o tratamento da doença (no hospital da cidade de Dekemhare), se ele assinasse uma declaração de retratação.

Através de fontes locais, a Portas Abertas foi informada que cerca de 45 cristãos são mantidos em circunstâncias terríveis, semelhantes às quais Tekabo foi submetido. Eles estão sofrendo porque não estão dispostos a negar a sua fé em Jesus e interromper suas práticas religiosas.

A Portas Abertas também recebeu relatórios que indicam o apoio e o investimento do governo da Eritreia a uma extensa campanha, que teve início no começo do ano, de prisão aos cristãos.

Em março, policiais prenderam 17 cristãos que participavam de uma reunião protestante, na cidade de Keren. O grupo inclui seis mulheres. Todos estão mantidos na Delegacia de Polícia de Keren. Embora seja comum os membros da família levarem comida aos parentes que estão detidos, os oficiais não permitem que qualquer pessoa visite o grupo.

A perseguição às igrejas não reconhecidas oficialmente continua forte. O governo exige que os grupos religiosos se registrem, mas não aprova nenhum registro, desde 2002; mais de 2.800 cristãos estão na prisão.

Fonte: Portas Abertas Internacional

Matéria disponível em Folha Gospel

Apuração CGADB 2013

     Após o término da 40º Assembleia Geral Ordinária  da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, são divulgados os resultados dos nomes dos pastores eleitos para a diretoria da entidade.

     Os dados foram extraídos do blog Fronteira Final.

     Os nomes em negritos são os eleitos.

     Confira:

Presidente:
1) JOSÉ WELLINGTON BEZERRA DA COSTA (SP) – 9.003
2) SAMUEL CÂMARA (PA) – 7.407

1º Vice-presidente (Região Sul)
1) UBIRATAN BATISTA JOB (RS) – 8077
2) IVAL TEODORO DA SILVA (PR) – 7558

2º Vice-presidente (Região Centro-Oeste)
1) SEBASTIÃO RODRIGUES DE SOUZA (MT) – 7916
2) SÓSTENES APOLOS DA SILVA (DF) – 7505

3º Vice-Presidente (Região Norte)
1) GILBERTO MARQUES DE SOUZA (PA) – 6.995
2) JONATAS CÂMARA (AM) – 6.860
3) LEONARDO LUZ – 1.602

4º Vice-presidente (Região Nordeste)
1) JOSÉ ANTONIO DOS SANTOS (AL) – 7.967
2) PEDRO ALDI DAMASCENO (MA) – 7385

5º Vice-presidente (Região Sudeste)
1) TEMOTEO RAMOS DE OLIVEIRA (RJ) – 8252
2) ELYEO PEREIRA (RJ) – 6.897

1º Secretário (Região Sul):
1) PERCI FONTOURA – 7.624
2) NILTON DOS SANTOS – 7.459

2º Secretário (Região Centro-Oeste)
1) ANTONIO DIONIZIO DA SILVA – 8.122
2) LUCAS ARAÚJO DE SOUZA – 6.999

3º Secretário (Região Norte)
1) PEDRO ABREU DE LIMA – 7.523
2) OTON MIRANDA DE ALENCAR – 7.222

4º Secretário (Região Nordeste)
1) ROBERTO JOSÉ DOS SANTOS – 7.405
2) MANOEL MONTEIRO – 7.224

5º Secretário (Região Sudeste)
1) JONAS FRANCISCO DE PAULA – 6.883
2) ISAIAS LEMOS COIMBRA – 6.054
3) NILSON ALVES – 1.254

1º Tesoureiro (Região Sudeste):
1) IVAN PEREIRA BASTOS – 7236
1) JOSIAS DE ALMEIDA SILVA – 7002
3) REGINALDO CARDOSO DOS SANTOS – 1492

2º Tesoureiro (Região Sudeste):
1) ALVARO ALEN SANCHES – 7.868
2) NEHEMIAS GASPAR DE ARAÚJO – 7.674

Conselho Fiscal:

1ª Região (Região Sul):
1) JERÔNIMO DOS SANTOS – 8.202
2) JOSÉ POLINI – 7.243

2ª Região (Centro-Oeste):
1) GEOVANI NERES LEANDRO DA CRUZ – 7.977
2) RINALDO ALVES DOS SANTOS – 7.265

3ª Região (Norte):
1) JEDIEL LIMA – 7.161
2) JOEL HOLDER – 4.994
3) ISAMAR PESSOA RAMALHO – 2.595

4ª Região (Região Nordeste):
1) ANTONIO JOSÉ DIAS RIBEIRO – 7.935
2) ISRAEL ALVES FERREIRA – 7.232

5ª Região (Região Sudeste):
1) LUIZ CEZAR MARIANO SILVA – 6.278
2) EDSON EUGÊNIO VICENTE – 6.163
3) SAMUEL RODRIGUES – 1.986

Matéria disponível em: Fronteira Final

Estudo mostra que caminhar em parque pode ter efeito restaurador para o cérebro

Folha Uol

     Os cientistas já sabem que o cérebro humano tem uma capacidade limitada de permanecer calmo e focado. Essa capacidade pode ser influenciada pelo barulho e pelas frenéticas demandas da vida urbana, às vezes causando a condição conhecida informalmente como fadiga cerebral. Quem tem fadiga cerebral fica facilmente distraído e esquecido.

     Mas um novo estudo na Escócia sugere que é possível atenuar a fadiga cerebral simplesmente passeando em um parque frondoso.

     Há muito tempo, os pesquisadores teorizam que áreas verdes são relaxantes, exigindo menos da nossa atenção do que as ruas.

   Os ambientes naturais evocam a “fascinação suave”, um termo para a contemplação silenciosa, durante a qual o cérebro pode reiniciar os recursos sobrecarregados da atenção e reduzir a fadiga mental. Mas essa teoria é difícil de testar. Estudos anteriores mostraram que pessoas que moram próximas a árvores e parques têm níveis menores de cortisol, o hormônio do estresse, em comparação às que vivem primariamente no meio do concreto.

    Também crianças com deficit de atenção tendem a se concentrar mais e ter resultados melhores em testes cognitivos depois de passearem em parques.

     Os cientistas observaram, com base na leitura de ondas cerebrais, que voluntários ficam mais calmos ao verem cenas naturais. Até recentemente, não havia sido possível estudar os cérebros das pessoas quando elas estão de fato ao ar livre. Agora, surgiu uma versão portátil do eletroencefalograma (EEG), tecnologia que estuda os padrões das ondas cerebrais.

     Para o novo estudo, publicado em março na revista “The British Journal of Sports Medicine”, cientistas da Universidade Heriot-Watt, em Edimburgo, e da Universidade de Edimburgo acoplaram os novos EEGs aos couros cabeludos de 12 jovens saudáveis. Os eletrodos enviavam, sem fio, leituras das ondas cerebrais para um laptop que cada voluntário levava numa mochila.

     Os pesquisadores então enviaram os participantes para caminhadas curtas por Edimburgo, inicialmente em um bairro histórico, depois num ambiente semelhante a um parque e, finalmente, num bairro comercial.

     Depois, os cientistas procuraram os padrões cerebrais que eles julgavam corresponder a determinados graus de frustração, atenção dirigida, excitação e calma mental ou estado meditativo.

     O que eles encontraram confirmou a ideia de que áreas verdes reduzem a fadiga mental: na área comercial, os cérebros ficavam excitados. Já no parque, as leituras se tornaram mais meditativas.

     O estudo foi pequeno -mais um teste da nova tecnologia do que um exame definitivo sobre os efeitos cognitivos de olhar para o verde.

   Mas, mesmo assim, Jenny Roe, conferencista do Heriot-Watt que supervisionou o trabalho, disse que as conclusões foram consistentes, fortes e valiosas.

     Ela recomenda que, assim que possível, você faça uma pausa no trabalho e vá a um parque –ou que pelo menos olhe para áreas verdes da janela do seu escritório.

Matéria disponível em Folha de S. Paulo

Pastores questionam prestação de contas da CPAD

Folha Gospel

Um pastor pediu explicações sobre o salário de R$40 mil que a esposa de Ronaldo Rodrigues de Souza (diretor-executivo da CPAD) recebe mensalmente.

O pastor Antônio Mesquita, do blog Fronteira Final, escreveu que durante a plenária da quarta-feira (10) na Assembleia Geral Ordinária da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) foi levantado um questionamento a respeito das contas da Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD).

O pastor Zildo José dos Santos (Comaderj) foi quem pediu detalhes sobre o salário de R$40 mil que Carla Ribas, esposa de Ronaldo Rodrigues de Souza (diretor-executivo da CPAD) recebe mensalmente. Ela também é a apresentadora do Programa Movimento Pentecostal.

A explicação dada por um dos conselheiros da editora diz que na verdade Carla Ribas não tem vínculo empregatício com a CPAD, mas presta serviços terceirizados por meio da Ribas & Ribas, da qual é sócia-proprietária.

Pelo que conta o pastor Antônio Mesquita, as explicações não foram suficientes para que os pastores pudessem entender porque ela recebe salários mais altos que presidentes de empresas multinacionais.

Prestação de contas da CPAD

No blog Fronteira Final encontramos alguns valores referentes à prestação de contas da Casa. No relatório financeiro consta que em 2011 e 2012 foram gastos R$5,3 milhões com despesas administrativas, o que inclui gastos com manutenção, aluguel, viagens, hospedagens e conferências dos diretores da CPAD.

Com o Fundo Convencional foram gastos R$4,2 milhões no mesmo período, esse fundo serve para as manutenções das atividades da CGADB.

Em compensação o investimento em missões foi de R$294 mil, repassados para a Escola de Missões das Assembleias de Deus (Emad).

Fonte: Gospel Prime

Matéria disponível em Folha Gospel

Pastor é reeleito para continuar à frente de Assembleia de Deus

Folha de S. Paulo

     O pastor José Wellington, 78, confirmou o favoritismo e foi reeleito nesta quinta (11) presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil, principal entidade da maior denominação evangélica do país.

     Ele recebeu 9.003 votos contra 7.407 de seu adversário, Samuel Câmara, 56, de Belém (PA), que tentava pela terceira vez derrotar Wellington, há 25 anos no cargo e líder da Assembleia de Deus em São Paulo.

Adriano Vizoni-15.nov.11/Folhapress
Pastor José Wellington, líder da Assembleia de Deus
Pastor José Wellington, líder da Assembleia de Deus

     Dos cerca de 24 mil pastores que estavam credenciados para votar, apenas 17.075 de fato participaram da eleição, a maior da história da Convenção.

     Wellington ficará os próximos quatro anos à frente da entidade, ocupando um papel central no funcionamento da denominação –que, se contados seus diferentes ramos, tem 12,3 milhões de fiéis no país, segundo o Censo de 2010.

     Diferentemente do que ocorre em outras igrejas pentecostais, a Assembleia de Deus tem um funcionamento descentralizado e a influência do presidente da Convenção sobre a maior parte dos fiéis é indireta.

     Ele tem, no entanto. ascendência sobre os pastores e, devido ao cargo que ocupa, um canal privilegiado de diálogo com políticos de diferentes esferas.

FELICIANO

     Marco Feliciano (PSC-SP), o pastor da Assembleia e deputado que preside a Comissão de Direitos Humanos da Câmara, esteve no local onde ocorreu a votação durante o final da manhã.

     Pressionado para deixar a comissão devido às declarações compreendidas como racistas e homofóbicas, ele foi tratado como celebridade pelos colegas, que o cercaram para tirar fotos.

     Ele já recebera da entidade uma moção de apoio –o encontro que culminou na eleição de hoje foi precedido de três dias de plenárias e cultos.

Matéria disponível em Folha de S. Paulo