Multas de trânsito vão subir até 900% a partir de sábado

MSN

   A partir deste sábado, arriscar-se em ultrapassagens perigosas vai custar mais caro para motoristas que forem flagrados pela fiscalização. Nesta data entra em vigor a lei federal que altera o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Entre as onze mudanças no código, estão as que aumentam a multa para esse tipo de infração e ainda as que endurecem o valor imposto a motoristas que praticam rachas. Em 2013, foram registadas 285.889 infrações, em casos que sofrerão punição mais severa; este ano, elas já somam 233.077.

   No caso de ultrapassagens em que se força uma manobra perigosa com veículo vindo em sentido contrário, o valor da penalidade aumenta mil por cento, de R$ 191,54 para R$ 1.915,40. A multa para quem ultrapassar pelo acostamento, hoje de R$ 127,69, passará a R$ 957,70, uma alta de 650%. E as ultrapassagens em local proibido sofrerão reajuste de 500%, indo dos atuais R$ 191,54 para R$ 957,70. A percentagem valerá ainda para infrações como ultrapassagem em subidas, curvas e locais sem visibilidade.

   Os rachas, se terminarem em acidente com morte, poderão levar o culpado a passar de cinco a dez anos na prisão. Sem vítimas, se a prática for flagrada, pode terminar em pena de três anos de prisão para os motoristas, e em multa mais cara: dos R$ 574,62 atuais, passará para R$ 1.915,40. Caso haja vítimas não fatais, a pena prevista no código modificado é de seis anos de prisão.

   De acordo com o Denatran, as infrações, além de passíveis de cobranças mais caras, são consideradas gravíssimas e valem a retirada de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação. A nova lei prevê ainda que ultrapassagens perigosas e rachas custem aos motoristas envolvidos 12 meses sem o direito de dirigir. Já se o culpado for reincidente, o valor da multa dobra.

   Em nota, o Denatran afirmou que “o objetivo das mudanças é aumentar a segurança de motoristas e pedestres e das infraestruturas urbanas numa combinação de medidas que inclui a cooperação nacional, a partilha de boas práticas, a realização de estudos de investigação, a organização de campanhas de sensibilização e a adoção de regulamentação”. No texto, o órgão diz ainda que pretende “incentivar os motoristas a conduzirem os veículos de forma segura”.

   A Polícia Rodoviária Federal informou que, como os pardais não conseguem detectar detalhes além de excesso de velocidade, a fiscalização será feita “onde houver presença de agente de trânsito ou aparelhos de videomonitoramento”.

   Matéria completa disponível em MSN

Estudo diz que grande erupção vulcânica poderá destruir o Japão

G1

Cerca de 120 milhões de pessoas, quase toda a população japonesa, poderá morrer se ocorrer uma grande erupção vulcânica, como a que aconteceu há milhares de anos no arquipélago, alerta um estudo de dois vulcanólogos japoneses. De acordo com trechos do trabalho de Yoshiyuki Tatsumi e Keiko Suzuki, cuja versão completa será publicada em novembro, o risco de ocorrência deste cenário catastrófico é de 1% durante o próximo século.

“Não seria absurdo dizer que uma grande erupção possa acontecer algum dia em alguma parte do arquipélago”, insistem os pesquisadores, para alertam para a morte de 120 dos 127 milhões de habitantes do país do Sol Nascente.

“O Japão concentra 7% dos vulcões ativos do mundo e geralmente enfrenta catástrofes, como a recente erupção do Monte Ontake (que deixou mais de 50 mortos no centro do país). Os olhares se concentram agora no Monte Fuji, onde existe o risco de uma erupção’, escrevem.

Os especialistas baseiam seus trabalhos no estudo dos ciclos e do impacto das maiores erupções do Japão, em especial a partir do caso da Caldeira Aira, uma vasta caldeira vulcânica criada há 28.000 anos na região de Kagoshima (ilha de Kyushu, sudoeste) pelo afundamento do cume de um vulcão depois de uma terrível erupção.

Se ocorrer um fenômeno similar na região, sete milhões de pessoas poderão morrer em apenas duas horas em consequência das lavas e das rochas.

As cinzas se expandirão por todo o país, exceto a ilha de Hokkaido (nordeste), e ameaçarão infraestruturas, ao mesmo tempo em que colocará em perigo a vida de 120 milhões de habitantes. O Japão, situado no Cinturão do Fogo e onde confluem quatro placas tectônicas, conta com 110 vulcões ativos.

Matéria disponível em G1

Nível do mar registrou aumento sem precedentes nos últimos 100 anos

ÚLTIMO SEGUNDO

O nível do mar aumentou 20 centímetros nos últimos 100 anos, um fenômeno sem precedentes em milênios, mostra estudo divulgado hoje (14) na Austrália.

A pesquisa, publicada no Proceedings of the National Academy of Sciences, analisa as flutuações do nível do mar nos últimos 35 mil anos com base nas mudanças no volume de gelo na terra.

“Nos últimos 6 mil anos, antes de começar a aumentar o nível da água, o nível do mar foi bastante estável”, disse um dos coautores do estudo, Kurt Lambeck, pesquisador da Universidade Nacional Australiana.

Lambeck explicou que, durante esses milênios, não foram encontradas provas de oscilações de 25 a 30 centímetros em períodos de 100 anos, mas que essa tendência mudou a partir do processo de industrialização, com um aumento que classificou como incomum.

“Nos últimos 150 anos, assistimos a um aumento do nível da água à velocidade de vários milímetros por ano e nos nossos registos mais antigos não verificamosum comportamento similar”, disse o cientista, vinculando esse fenômeno ao aumento da temperatura do planeta.

A investigação concluiu ainda que, mesmo assim, as flutuações naturais do nível do mar nos últimos 6 mil anos foram menores do que sugeriam estudos anteriores.

“Esse ponto foi bastante polêmico porque muita gente assegurava que o nível do mar tinha oscilado em grandes quantidades, vários metros em centenas de anos, e não encontramos provas que o demonstrem”, acrescentou Lambeck.

O estudo aborda também a complexa relação entre o degelo e o aumento do nível dos oceanos, no qual intervêm fatores como a gravidade, que provoca aumento no nível do mar em algumas áreas e queda em outras.

Matéria disponível em Último Segundo

Passagem de ônibus sobe para R$ 3,00 em Ribeirão Preto

RIBEIRÃO PRETO ONLINE

   Após assinatura de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) com o Ministério Público foi definida a nova tarifa de R$ 3, para o transporte coletivo urbano de Ribeirão Preto, a partir deste sábado (11), mesma data que entra em vigor a eliminação do pagamento da tarifa em dinheiro a bordo dos ônibus urbanos.

   O TAC foi assinado pela prefeita Dárcy Vera (PSD), pelo diretor superintendente da Transerp, William Latuf; pelo representante do Consórcio PróUrbano, Roque Felício; e pelo promotor Carlos César Barbosa.

   Pelo TAC, a Prefeitura terá que adequar à legislação municipal que regulamenta a definição sobre gratuidade para pessoas com deficiência física à legislação federal. Segundo o promotor há um número muito grande de gratuidade que deve ser revisto.

   Outro ponto do TAC é a integração tarifária do sistema alimentador (Leva e Traz). Será estabelecida uma tarifa para o uso exclusivo do serviço alimentador no valor de R$ 1. A tarifa somente será cobrada pelo sistema quando o usuário não utilizar de outra linha de ônibus. O prazo de implantação será janeiro de 2015.

   Além disso, foi criada uma tarifa de R$ 5 a ser paga de forma extraordinária diretamente ao motorista de ônibus pelo usuário que não tiver cartão. O passageiro receberá um cartão. Caso o usuário não tenha interesse em utilizar o cartão outras vezes, poderá devolvê-lo ao Consórcio PróUrbano que ressarcirá o valor de R$ 2.

   Matéria completa disponível em Ribeirão Preto Online

Primeira suspeita de ebola no Brasil

MSN

Já chegou ao Rio o avião da Força Aérea Brasileira (FAB), procedente de Cascavel (PR), com o paciente suspeito de infecção por Ebola.

O homem, de 47 anos, vindo da Guiné (com escala em Marrocos), chegou ao Brasil no dia 19 de setembro. O paciente foi de ambulância para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, que funciona dentro do Instituto Oswaldo Cruz, em Manguinhos, referência nacional para casos de Ebola.

Em nota divulgada na quinta-feira (9), o Ministério da Saúde informou que o paciente relatou que teve febre nos dias 8 e 9.

Até o início da noite de quinta-feira, estava subfebril e não apresentava hemorragia, vômitos ou quaisquer outros sintomas.

Seu estado geral é bom e ele é mantido em isolamento total.

Por estar no vigésimo primeiro dia, limite máximo para o período de incubação da doença, foi considerado caso suspeito, seguindo os protocolos internacionais.

A Guiné é um dos três países que concentram o surto da doença na África. O Ebola só é transmitido por meio do contato com o sangue, tecidos ou fluidos corporais de indivíduos doentes, ou pelo contato com superfícies e objetos contaminados. O vírus é transmitido quando surgem os sintomas.

Matéria disponível em MSN

Respeito às convicções familiares

FOLHA GOSPEL

O projeto de Lei 7180/14, em tramitação na Câmara dos Deputados, obriga as escolas a respeitar as convicções do aluno, de seus pais ou responsáveis.
Pela proposta, os valores de ordem familiar têm precedência sobre a educação escolar nos aspectos relacionados à educação moral, sexual e religiosa.

Na concepção do autor do projeto, “são temas para serem tratados na esfera privada, em que cada família cumpre o papel que a própria Constituição lhe outorga de participar na educação dos seus membros”.

Matéria disponível em Folha Gospel