Para ser uma pessoa boa é preciso acreditar em Deus, dizem brasileiros

GOSPEL PRIME

   O instituto Pew Research Center divulgou uma pesquisa de escala mundial. Pessoas de 40 países foram inquiridas se acreditar em Deus era algo “essencial” para uma pessoa ter bons valores.

   Nos países mais ricos, em especial na Europa, a população discorda que existe este tipo de relação.  Por outro lado, nações que são pobres como Gana (África) e Indonésia (Ásia), cerca de 99% concordam.

   Em 22 dos 40 países pesquisados, a maioria dos entrevistados afirma que é necessário acreditar em Deus para ser uma pessoa “boa”. A maioria das pessoas na Ásia e na América Latina vinculam fé e moralidade.

   Também é verdade na África e no Oriente Médio. Com destaque para Israel, que é a exceção, pois a maioria ali pensa que não é preciso acreditar em Deus para ser uma pessoa correta.

Entre os brasileiros entrevistados, 86% acreditam nessa relação direta de religião e moral, índice bem maior que outras nações vizinhas, como Argentina (47%) e Chile (46%).

Matéria completa em Gospel Prime

Anúncios

É hoje!

DA REDAÇÃO

     Dentro de algumas horas, a IEADERP estará sediando mais uma festividade das irmãs do Círculo de Oração de todo o campo de Ribeirão Preto. É a 29º edição, com muito louvor e mensagens de Deus a todos os presentes. Não deixem de participar desse encontro geral.

     Será na Rua Álvares de Azevedo, 635 – Vila Tibério.

     Ribeirão Preto – SP.

     A partir das 19h.

     Deus toca, a IEADERP promove e você participa.

33º COMADERP começa hoje no Grande Templo

     DA REDAÇÃO

     Hoje, a IEADERP iniciará sua 33º COMADERP (Congresso da Mocidade da Assembleia de Deus do Campo de Ribeirão Preto) a partir das 19 horas. Além da estrutura e da repercussão que esse evento possui para Ribeirão Preto, a edição deste ano será um tanto especial. Será o primeiro congresso a ser realizado no Grande Templo, a maior construção e o maior projeto em execução da igreja. O evento juvenil, que terminará na segunda feira (dia 22), tem tudo para alcançar uma grande repercussão e deixar sua principal marca para todos os presentes: a presença de Deus e vidas salvas através do nome de Jesus.

     O Grande Templo receberá todos os dias de congresso, com exceção do domingo pela manhã (às 9h) e da segunda feira, dia do encerramento do evento (a partir das 19h), onde os cultos acontecerão no Templo Sede, na Vila Tibério.

 

Marcha para Jesus leva 2 milhões de pessoas às ruas de São Paulo

FOLHA GOSPEL

     Reunindo cerca de 2 milhões de evangélicos nas ruas do centro de São Paulo, a “Marcha para Jesus” realizou sua 21ª edição neste sábado atraindo fiéis de todo o país e, inclusive, do exterior.

     De acordo com o pastor Estevam Hernades, líder das igrejas organizadoras da marcha, assinalou durante sua pregação que 2 milhões de pessoas percorreram o trajeto proposto pelo evento, da Praça da Luz até a Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira, situada, na Zona Norte, onde uma série de shows estava programada.

     “Acho que muitas pessoas também foram motivadas pelas manifestações”, declarou Hernandes ao falar sobre o grande número de pessoas no evento, que, por sua vez, coincide com a onda de protestos populares iniciadas há quase três semanas.

O deputado e pastor Marcos Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, liderou um dos carros da marcha, mesmo diante das criticas em torno do projeto de lei conhecido como “cura gay”, no qual a homossexualidade é considerada uma doença.

A marcha deste ano teve como tema central de reflexão o “Novo Tempo”, enquanto os cantores gospel animava o público presente desde o trio elétrico que puxava o evento. Já na Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira, os shows ficaram por conta de nomes como Aline Barros – ganhadora do Grammy Latino em 2012 -, Regis Danese, André Valadão e Cassiane, entre outros.

Lula e o ativismo gay

     Na esteira dos acontecimentos das últimas semanas no Brasil, a Marcha para Jesus, que foi realizada neste sábado (29) em São Paulo, também dá espaço para manifestações políticas.

Open in new window

     Por mais que a maioria das faixas no evento seja de cunho religioso, alguns fiéis trouxeram cartazes contra a corrupção e, principalmente, contra o que alguns evangélicos chamam de “ativismo gay”.

     Um grupo de fiéis da Assembleia de Deus do Rio de Janeiro trouxe diversas faixas contra os grupos GLBT e cobrando o ex-presidente Lula por mais ações.

Open in new window

     “Estamos aqui para ajudar a acabar com a corrupção. Nós evangélicos precisamos fazer política também, senão os outros fazem pela gente”, afirmou Johnson Werneck, que liderava um grupo de dez fiéis. Werneck contou que veio a São Paulo para a marcha pela segunda vez. No entanto, no ano passado, ele não quis fazer política. “Acho que religião e política se misturam sim. Mas o ativismo é complemento ao louvor”, disse.

Histórico

     A marcha chegou ao Brasil em 1993 por intermédio do Apóstolo Estevam Hernandes, líder da Igreja Renascer em Cristo e que hoje é o presidente do evento no Brasil. Naquele ano, a marcha saiu da avenida Paulista, seguiu em direção à avenida Brigadeiro Luís Antônio e chegou ao Anhangabaú para a concentração.

     Alguns anos depois, cerca de 10 milhões de pessoas de mais de 170 países já marcharam para celebrar o nome de Jesus Cristo em diferentes regiões do Brasil e do mundo. Cidadãos de diversas religiões, idade e raças saíram às ruas em países como Argentina, Canadá, Colômbia, Cuba, EUA, Finlândia, França, Itália, Japão, Moçambique, Rússia, entre outros. Em outubro deste ano, a marcha chegará pela primeira vez a Israel.

Fonte: UOL

Matéria disponível em Folha Gospel

SBB distribui Bíblias e promove corrente de orações em Santa Maria

       Extraído de: FOLHA GOSPEL NEWS

     A Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), em ação solidária aos afetados pela tragédia de Santa Maria (RS), está distribuindo material bíblico e fazendo corrente de orações para levar consolo e esperança aos que perderam entes queridos no incêndio.

     A distribuição de literatura bíblica em Santa Maria está inserida no programa Fortalecer da SBB, e almeja através disso oferecer assistência espiritual e social. A entidade também lançou um apelo aos cristãos de todo o Brasil para que se envolvam na ação, por meio de orações e enviando mensagens escritas.

     “Estamos distribuindo Bíblias, livretos e folhetos aos enlutados, para que encontrem consolo na Palavra de Deus. Em meio a uma tragédia que comove toda uma nação, é importante que se estabeleça uma corrente de orações, para que essas pessoas sejam sensíveis à mensagem de esperança do Evangelho”, relata Erní Seibert, secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, em um comunicado compartilhado com o The Christian Post.

     A distribuição do material bíblico está sendo realizada através de uma equipe enviada pela SBB e em conjunto com as igrejas cristãs da cidade.

    Além de Bíblias, voluntários estão entregando também materiais de literatura bíblica como “Deus está presente”, “Deus é o nosso refúgio” e “Nada pode nos separar do amor de Deus”. Os voluntários estão visitando os hospitais de Santa Maria e região, que estão atendendo os sobreviventes do incêndio.

    “Em situações desesperadoras como este incêndio que ceifou tantas vidas, esta ação é fundamental, porque a Bíblia traz uma palavra de esperança, que conforta e fortalece”, ressaltou Seibert.

     A SBB planeja reunir líderes voluntários para tratar sobre o tema “Amparo de Deus no Luto”, tendo como base o conteúdo do livreto “Deus está presente”. O evento será no dia 7 de fevereiro, das 9h às 12h, na Igreja Batista Betel, localizada na av. Borges de Medeiros, no Bairro Salgado Filho.

    O programa Fortalecer da SBB tem o objetivo de oferecer assistência espiritual e social a segmentos da população em situação de vulnerabilidade social, inclusive as vitimadas por calamidades. Parcerias com organizações governamentais e não governamentais implementam as ações e possibilitam a distribuição de materiais bíblicos a essa população.

     O incêndio na boate Kiss em Santa Maria, Rio Grande do Sul, deixou mais de 230 mortos e é considerado a segunda maior tragédia da história do Brasil.

     Fonte: The Christian Post

Matéria disponível em: http://folhagospel.com/modules/news/article.php?storyid=24438